domingo, 19 de julho de 2015

12 carreiras interrompidas por mortes trágicas


Grandes nomes tiveram mortes trágicas, alguns ainda muito jovens. 

No ano de 2004 um estudo elaborado por James Kaufman, da Universidade da Califórnia (EUA), referia que os poetas morrem mais cedo do que outros escritores. Isto "acontece porque os poetas são torturados ou autodestrutivos, ou adquirem uma má reputação quando ainda muito jovens", referiu o líder da investigação James Kaufman à BBC. A equipe estudou 1.987 escritores de todo o mundo que viveram nos últimos séculos e descobriu que os poetas morrem significativamente mais jovens.

Apresentamos abaixo uma lista onde constam pintores, escritores, poetas, arquitetos, artistas da música e dança, que tiveram mortes trágicas, vidas interrompidas de forma brusca e até violentas.


O pintor brasileiro Cândido Portinari (29 de dezembro de 1903 - 06 de fevereiro de 1962), morreu intoxicado pelo chumbo presente nas tintas que utilizava em seus quadros.
© enciclopedia.itaucultural.org.br 



O pintor futurista italiano Umberto Boccioni (19 de outubro de 1882 - 17 de agosto de 1916), morreu em consequência da queda de um cavalo.
elfandarilha© en.wikipedia.org


Mário Faustino (22 de outubro de 1930 - 27 de novembro de 1962), poeta, crítico literário, jornalista e tradutor. Morreu com apenas 32 em um acidente aéreo no Peru.
elfandarilha
© veja.abril.com.br


O escritor Manuel Antônio de Almeida (17 de novembro de 1831, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil - novembro de 1861, Macaé, Rio de Janeiro), morreu aos 30 anos quando o navio em que estava naufragou no litoral do Rio de Janeiro.
elfandarilha
© www.soliteratura.com.br


Antoine de Saint-Exupery, (29 de junho de 1900 - 31 de julho de 1944), piloto, ilustrador e autor francês que escreveu O Pequeno Príncipe, faleceu na queda do avião que pilotava no norte da África.
© Commons.wikimedia.org/Domínio Público


O compositor e trombonista norte-americano Glenn Miller,(01 de março de 1904 - 15 de dezembro de 1944), lendária figura de sua época, perdeu a vida num acidente de avião entre Londres e Paris. Nem os destroços do avião, nem os corpos dos ocupantes foram recuperados.
elfandarilha
© glennmillerorchestra.com


A morte trágica do dramaturgo e poeta espanhol Federico Garcia Lorca (5 de junho de 1898 - 19 de agosto de 1936), faleceu aos 40 anos. Garcia Lorca foi assassinado.
elfandarilha
© Commons.wikimedia.org/Domínio Público



Outro grande nome da cultura universal que morreu num naufrágio foi Percy Shelley (4 de agosto de 1792 - 8 de julho de 1822). O poeta inglês morreu aos 29 anos num naufrágio na costa italiana.
elfandarilha
© National Portrait Gallery 


Gonçalves Dias (10 de agosto de 1823 - 03 de novembro de 1864), poeta brasileiro autor do famoso poema Canção do Exílio, morreu em um naufrágio quando retornava de uma viagem à Europa.
elfandarilha
© Commons.wikimedia.org/Domínio Público


A bailarina Isadora Duncan (27 de maio de 1877 - 14 de setembro de 1927), a personalidade teve uma morte trágica. A morte de Isadora ocorreu quando sua echarpe enroscou na roda traseira do seu carro e quebrou-lhe o pescoço.
elfandarilha
© Arnold Genthe 


O escritor francês Albert Camus (7 de novembro de 1913 - 4 de janeiro de 1960) faleceu em um acidente de carro a caminho de Paris.
elfandarilha
© United Press International


Antonio Gaudí (25 de junho de 1852 - 10 de junho de 1926), foi um arquiteto catalão. Grande parte da obra de Guadí é marcada pelas suas grandes paixões: arquitetura, natureza e religião. Morreu atropelado por um bonde.
elfandarilha
© Commons.wikimedia.org/Domínio Público


"A morte é sempre e em todas as circunstâncias uma tragédia, pois, se não o é, quer dizer que a própria vida passou a ser uma tragédia".-Theodore Roosevelt-


2 comentários:

Seu comentário é sempre bem-vindo