terça-feira, 4 de outubro de 2016

Animais que podem representar risco à sua saúde


Os animais podem passar muitas infecções para os seres humanos. As doenças transmitidas ao homem por meio do contato com bichos são chamadas de zoonoses.

As zoonoses causam graves problemas de saúde pública e frequentemente afetam especialmente as comunidades pobres. Embora elas geralmente possam ser prevenidas, muitas doenças zoonóticas
continuam a se espalhar porque são negligenciadas pelos sistemas de saúde nacionais e internacionais. As zoonoses também são responsáveis por muitas doenças novas. Na realidade, a maioria das doenças novas surgidas nas últimas décadas foi transmitida por animais.

As zoonoses podem ser transmitidas entre os seres humanos e os animais através de várias vias, entre elas, a exposição direta e indireta a animais, seus produtos e/ou seu meio ambiente. Por exemplo, uma infecção pode ocorrer como resultado do consumo de alimentos contaminados, de mordidas de animais, de picadas de insetos ou da contaminação do meio ambiente.



Psitacose – Papagaios

Vulgarmente conhecida como febre do papagaio, infecta periquitos e araras, mas eles não apresentam sintomas. No entanto, os seres humanos podem ser vítimas desta doença, desenvolvendo sintomas como febre, calafrios, pneumonia e dores de cabeça. A bactéria causadora da doença, Chlamydophila, é adquirida por inalação de secreções secas de aves infectadas.
 width=
© CHINA DAILY/Newscom/Reuters

Salmonella – Tartatugas aquáticas

Apesar de parecerem completamente inofensivas, as tartarugas, assim como as lagartixas-de-crista, podem ser portadoras da bactéria da salmonella, mesmo estando com a aparência saudável. Normalmente, os humanos ficam expostos a esta infecção por meio da água do aquário destes répteis.
 width=
© The Colorado Springs Gazette, Christian Murdock/AP Photo

Doença do sono – Mosca tsé-tsé

Também conhecida como a tripanossomíase africana, é causada por protozoários Trypanosoma brucei. A doença é transmitida por meio da picada de moscas tsé-tsé . Os sintomas iniciais são febre, dor de cabeça, coceira e dor nas articulações.
 width=
© Stock Connection/REX

Peste bubônica – Ratos

É transmitida aos seres humanos por meio de mordidas de pulgas que parasitam ratos e outros roedores. A bactéria Yersinia pestis é a responsável pela transmissão da doença. Os sintomas da peste bubônica (ou peste negra) são: febre alta, calafrios , dores musculares e gangrena dos dedos e na ponta do nariz. Esta doença pode matar.
 width=
© Frank Franklin II/AP Photo

Malária – Mosquito

Mosquitos já mataram mais pessoas do que todas as guerras ao longo da história da humanidade. A malária é uma doença transmitida pela picada de mosquitos Anopheles fêmea, infectados com protozoários parasitas, que são injetados na corrente sanguíneas das vítimas e terminam no fígado, onde ele cresce e se reproduz.
 width=
© Jonathan Drake/Bloomberg News

Tubercolose bovina – Gado

A doença é causada por Mycobacterium bovis, que é encontrada em bovinos, veados e bisontes. Uma das formas mais comuns de adquirir esta doença é por meio da ingestão de produtos lácteos não pasteurizados de animais infectados. Os sintomas são semelhantes aos da tuberculose e afeta os pulmões, os nódulos linfáticos e outras partes do corpo.
 width=
© Brendon Thorne/Bloomberg

Febre e dores musculares – Hamsters

Hamsters, que são comumente criados como animais de estimação, portam o vírus do Mal de Armstrong. Nem todo mundo que é exposto a este vírus fica doente, mas algumas pessoas podem desenvolver sintomas como febre, rigidez no pescoço, mal-estar, falta de apetite, dores musculares, dor de cabeça , náuseas e vômitos. O vírus é transmitido aos seres humanos por meio da urina, fezes ou saliva de roedores infectados.
 title=
© imageBROKER/REX

Lepra – Tatus

Alguns tatus carregam lepra (doença de Hansen) naturalmente. Embora o homem não adquira esta infecção por meio destes animais, a ameaça não deve ser completamente ignorada. As pessoas infectadas com lepra sofrem de desfiguração da pele e danos nos nervos nos braços e pernas.
 title=
© Silvia Izquierdo/AP Photo

Cisticercose – Porcos

É uma infecção dos tecidos causada por cistos larvais da Taenia solium, mas os seres humanos podem adquirir vermes intestinais pela ingestão de carne de porco infectada e mal cozida. A cisticercose, então, é transmitida de humano para humano por meio de fezes contaminadas.
 title=
© UIG via Getty Images/Getty Images

Brucelose – Gado

Esta infecção bacteriana é transmitida aos seres humanos por meio de produtos lácteos. Indivíduos que trabalham em laboratórios e frigoríficos também correm o risco de contrair a bactéria por via aérea. A doença é altamente contagiosa e os sintomas incluem dores musculares e sudorese.
 title=
© Scott Olson/Getty Images

Elefantíase – Mosquitos

É uma doença que causa alterações no sistema linfático e o aumento anormal de partes do corpo, causando dor e incapacidade. O parasita é transmitido aos seres humanos por picadas de mosquitos infectados
 title=
© Michigan State University/AP Photo

Infecção E. coli e gripe – Animais do campo

O trato direto com animais silvestres ou do campo podem causar infecções pela bactéria E. coli e gripe. Os sintomas são variados, podendo causar dano grave aos rins ou até mesmo a morte de seres humanos.
 title=
© Richard Vogel/AP Photo

Doença de Lyme – Carrapatos

Causada por carrapatos que parasitam veados, afeta articulações, pele, coração e sistema nervoso. Casos da doença são mais comumente relatados nos grupos etários de 5-14 e 40-50 anos.
 title=
© Victoria Arocho/AP Photo

Toxocaríase – Cachorros

Cães são conhecidos por espalhar lombrigas. Quando infectadas, as pessoas sentem dor abdominal, febre e alterações comportamentais.
 title=
© iStock/Getty Images

Leptospirose – Gado

É uma doença bacteriana que pode causar danos nos rins, meningite, insuficiência hepática e até mesmo a morte. As bactérias causadoras da doença se espalham por meio da urina de animais infectados e sobrevive na água e no solo durante meses.
 title=
© SeongJoon Cho/Bloomberg

Salmonella – Largatixa-de-crista

Estes animais podem causar infecções por Salmonella. As pessoas com salmonelose tem diarreia, vômitos, febre e cólicas abdominais. É preciso ter cautela, pois, mesmo as lagartixas-de-crista com a aparência saudável, podem transmitir tal bactéria.
 title=
© Jeff McGraw/iStock/Getty Images

Febre Q – Gado

Esta doença é causada pela bactéria Coxiella burnetii, que se desenvolve em bovinos, ovinos e caprinos. Os seres humanos são infectados por meio do leite, urina e fezes de animais contaminados. Os sintomas mais comuns incluem febre alta, calafrios, diarreia, vômitos e dores abdominais e no peito.
 title=
© Buddhika Weerasinghe/Bloomberg

Raiva - Morcegos, marmotas e guaxinins

É causada por um vírus transmitido aos seres humanos por meio da picada e arranhões de certos animais. A maioria das mortes por raiva são causadas ​​por mordidas de cães, mas guaxinins, morcegos e marmotas estão entre os animais que também podem transmití-la. O vírus ataca o sistema nervoso e os sintomas mais comuns são: medo de água, hiperatividade, alucinações e um aumento da produção de saliva.
 title=
© Sam Greenwood/Getty Images

Febre do Vale do Rift – Gado

Esta doença causadora de febre normalmente é encontrada em bovinos. Ela é transmitida aos seres humanos por meio da picadas de mosquitos infectados ou do contato direto com fluídos de animais contaminados durante o abate ou procedimentos veterinários.
 title=
© Domenico Stinellis/AP Photo

Triquinose – Porcos

Esta doença é causada por larvas encontradas em suínos. Os seres humanos contraem esta doença ao comer a carne crua ou mal cozida de um animal infectado. Os sintomas mais comuns da doença incluem náuseas, diarreia, vômitos e dor abdominal.
 title=
© Carla Gottgens/Bloomberg

Doença da arranhadura - Gatos

Lamber e arranhar, as atividades preferidas dos felinos, podem causar esta doença. Os arranhões transmitem Bartonella henselae, o agente causador da doença, aos seres humanos. A doença causa o inchaço dos gânglios linfáticos.
 title=
© iStock/Getty Images


"A saúde depende mais das precauções que dos médicos." - Jacques Bossuet -


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.